2ª maior geradora privada, CTG Brasil amplia lucro em 35,9%, para R$ 1,3 bi

2ª maior geradora privada, CTG Brasil amplia lucro em 35,9%, para R$ 1,3 bi

Wellington Bahnemann

20 de maio de 2020 | 04h00

Segunda maior geradora privada do setor elétrico brasileiro com 8,3 mil MW de capacidade instalada, a CTG Brasil reportou um crescimento de 35,9% no seu lucro líquido em 2019 em relação a 2018, alcançando R$ 1,3 bilhão. No mesmo período, a receita líquida subiu 4,6%, para R$ 4,8 bilhões, e o Ebitda teve alta de 362,2%, para R$ 3,24 bilhões. A dívida líquida caiu 12,8%, para R$ 711,9 milhões.

Eficiência – Segundo a empresa de origem chinesa, que é dona da maior hidrelétrica do mundo, a usina Três Gargantas, na China, o bom resultado de 2019 no Brasil reflete a eficiência operacional dos ativos e ao desempenho na comercialização e na gestão do risco hidrológico, nas palavras do presidente da companhia no País, Zhao Jianqiang.

Modernização de ativos – Em 2019, a CTG Brasil ampliou em 98% os investimentos em modernização do seu parque gerador, totalizando R$ 595,6 milhões. A geradora ainda destinou outros R$ 29,8 milhões em ações socioambientais e R$ 13,2 milhões em 23 projetos de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D).

contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: