CSN aumenta preço do aço, e concorrentes devem seguir mesmo caminho

CSN aumenta preço do aço, e concorrentes devem seguir mesmo caminho

Fernanda Guimarães

18 de junho de 2020 | 05h07

 

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou na quarta-feira, 17,  aumento de preços para o aço em 10,5% a sua rede de distribuição, a partir do dia 1º de julho. O ajuste ocorre por conta da valorização do dólar e do preço do minério de ferro, que segue acima de US$ 100 a tonelada. Outras siderúrgicas, como Usiminas, já sinalizaram a clientes sobre seus reajustes. Procurada, CSN não comentou até o momento.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: