Vendas nos shoppings estão, em média, 58,2% abaixo do nível pré-covid

Vendas nos shoppings estão, em média, 58,2% abaixo do nível pré-covid

Circe Bonatelli

15 de julho de 2020 | 05h30

Um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), entidade que representa as proprietárias e administradoras dos empreendimentos, apontou que as vendas no setor estão, em média, 58,2% abaixo do nível pré-covid. O resultado foi atualizado até o fim da primeira semana de julho. Até aquela data, o País tinha 425 shoppings reabertos, 74% do total. Atualmente, o número voltou a cair para menos de 400, devido a novas restrições em algumas regiões onde os casos de coronavírus voltaram a crescer.

Menos pior. Embora as vendas dos shoppings ainda estejam muito abaixo dos níveis normais, elas têm melhorado pouco a pouco, acompanhando a reabertura dos estabelecimentos. O pior momento do setor foi o fim de março, quanto todas as unidades estavam fechadas. Ali, as vendas foram 88,9% menores do que no mesmo período do ano passado, sustentadas apenas por operações essenciais, como supermercados, farmácias e algumas entregas.

Aos poucos. Depois disso, as vendas foram 82,6% menores em abril, 77,5% em maio e 70,7% em junho. Os dados apurados pela Abrasce consideram a média do setor. Alguns segmentos do varejo, como lojistas de redes menores, quiosques e franquias, têm demorado mais para se recuperar.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: