Bristol Myers Squibb Foundation vai apoiar combate ao câncer no Brasil

Bristol Myers Squibb Foundation vai apoiar combate ao câncer no Brasil

Cristiane Barbieri

31 de maio de 2021 | 18h30

A Bristol Myers Squibb Foundation está chegando ao Brasil com a doação de US$ 750 mil (R$ 4 milhões) em três anos, a instituições que atuam no combate ao câncer de pulmão e de pele. Os recursos serão destinados para melhorar a prestação de cuidados em comunidades clinicamente carentes.

O Hospital de Amor de Barretos (SP) teve dois projetos apoiados. Um receberá subsídio de US$ 200 mil, por dois anos, para implementar telemedicina em pacientes do sistema público de saúde, com o objetivo de diminuir o abandono do tratamento e aumentar os diagnósticos. Outro vai receber US$ 152 mil para capacitar o sistema público.

O Instituto Oncoguia e a Irmandade Santa Casa de Porto Alegre também receberam subsídio de US$ 200 mil, cada. O primeiro vai desenvolver e validar um programa para diagnósticos e atendimentos sem atrasos em São Paulo, em especial para câncer de pulmão. No Sul, o projeto vai dar atenção primária por meio de teleconsulta, diagnóstico e tratamento do paciente.

Fundação dá suporte a tratamento de outras doenças em países africanos

O câncer de pulmão é responsável pelo maior número de mortes no País e o de pele tem incidência três a quatro vezes superior no Brasil, em relação à taxa da média global. Com 80 anos nos EUA, a Bristol Myers Squibb Foundation dá suporte a instituições que trabalham no tratamento de doenças cardiovasculares e imunológicas nos cânceres prevalentes em oito países africanos, Brasil e China.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 31/05, às 15h19.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

saúdecâncerhospitaisfundação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.