Comerciantes ampliam campanhas contra medidas de fechamento

Comerciantes ampliam campanhas contra medidas de fechamento

Circe Bonatelli

03 de junho de 2021 | 05h38

Restaurantes foram prejudicados por restrições em decorrência da pandemia. Foto Alex Silva/Estadão

Diante do risco de uma terceira onda de covid-19, um grupo de 115 associações que representam empresas do setor de serviços, comércio e alimentação engrossaram a campanha contra potenciais novos fechamentos das atividades. Juntas, estão lançando o site www.naoaceitamosfechamentos.com.br, no qual são divulgados os principais pleitos das empresas. Os pedidos vão da aceleração da vacinação até medidas de apoio econômico, como oferta de crédito e isenção de tributos.

Além da campanha, os empresários estão reforçando agendas com prefeitos e governadores de todo o País para tentar evitar novos fechamentos. Em Curitiba, onde o comércio sofreu novas restrições, a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) entrou com um mandado de segurança coletivo, na terça-feira, 1º, contra o fechamento.

Shoppings perderam R$ 90 bi devido a restrições

Além da Abrasce, fazem parte da campanha a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), entre outras.

Elas reclamam que as restrições ao funcionamento, combinadas com a crise econômica, já provocaram a extinção de mais de 1 milhão de bares e restaurantes, fechamento de 12 mil lojas e perdas de vendas na ordem de R$ 90 bilhões pelos shoppings.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 02/06, às 16h21.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

comérciovarejopandemiaserviços

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.