Setor imobiliário pedirá a Doria veto a projeto de lei que proíbe despejo na pandemia

Setor imobiliário pedirá a Doria veto a projeto de lei que proíbe despejo na pandemia

Circe Bonatelli

09 de junho de 2021 | 18h30

Foto: MARCOS ARCOVERDE/ESTADÃO

Entidades do setor imobiliário preparam um ofício para o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pedindo para que não sancione o projeto de lei 146/2020, que foi votado e aprovado pela Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 9. O projeto suspende o cumprimento de mandados de reintegração de posse, despejos e remoções judiciais ou extrajudiciais em todas as cidades paulistas durante a pandemia da covid-19.

De autoria da deputada Leci Brandão (PCdoB) e dos deputados Maurici (PT) e Dr. Jorge do Carmo (PT) , o projeto tem como objetivo proteger famílias que perderam renda devido à crise econômica e sanitária, correndo o risco de despejo.

“Incentivo ao inadimplemento”

Mas o texto também dá margem para o não pagamento de aluguel por pessoas físicas ou empresas que têm condições de arcar com as despesas, alerta o advogado Olivar Vitale, sócio do escritório VBD Advogados e consultor do Sindicato da Habitação (Secovi-SP). Ele argumenta ainda que o aluguel é regido por lei federal e, portanto, não poderia ser alvo de alteração por um poder estadual.

Segundo Vitale, o PL 146/2020 é um “incentivo ao inadimplemento” e “fere tanto a liberdade econômica quanto a relação entre particulares” em seus contratos, o que gera insegurança jurídica.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 09/06, às 16h50.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

imóveispandemiadespejosprojeto de lei

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.