Para seguir com IPO, BBM Logística prioriza captação para caixa da empresa

Para seguir com IPO, BBM Logística prioriza captação para caixa da empresa

Fernanda Guimarães

24 de junho de 2021 | 16h05

Inicialmente, plano da empresa era fazer uma emissão de R$ 1,6 bilhão  Foto: BBM Logística

A BBM Logística, que recebeu aporte do fundo de private equity Stratus, resolveu reduzir o tamanho de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) e cortar a parcela secundária (cujos recursos vão para o bolso do acionista que está vendendo a empresa) para seguir em frente com a transação. Com isso, a oferta, que será precificada dia 7, girará R$ 800 milhões – e tudo irá para o caixa da companhia. Inicialmente a ideia era fazer uma emissão de R$ 1,6 bilhão, sendo que metade seria com venda de ações do Stratus.

No novo formato, só haverá venda de parte das ações do fundo no lote suplementar e caso exista demanda de investidores. Nessa remodelagem, a decisão foi fazer uma oferta com esforços restritos, que é aquela direcionada apenas para os investidores institucionais – e pessoas físicas não podem participar. Os bancos que trabalham na estruturação da oferta são BofA, XP, Citi, Safra e UBS-BB. Procurada, BBM não comentou até a publicação.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 24/06/2021, às 12h13

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.