Oi vence bancos em batalha sobre novo plano de recuperação judicial

Oi vence bancos em batalha sobre novo plano de recuperação judicial

Circe Bonatelli

30 de junho de 2021 | 05h00

Oi entrou em recuperação judicial em 2016, com R$ 64 bilhões em dívidas  Foto: Nacho Doce/Reuters

A Oi avançou uma casa na batalha jurídica que se estende desde a aprovação de seu novo plano de recuperação judicial na assembleia de credores em setembro. O processo vinha sendo contestado por Santander, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste. A 8ª Câmara do Tribunal de Justiça do Rio concluiu nesta terça, 29, o julgamento dos recursos e confirmou, por unanimidade, o voto da desembargadora relatora, Monica de Piero, e do juiz do processo de recuperação, Fernando Viana, no sentido de homologar a decisão da assembleia de credores – conforme apurou a Coluna com fontes a par do assunto. O documento com a decisão deve ser expedido ainda nesta semana.

Primeiro plano foi aprovado em 2018

A Oi entrou em recuperação judicial em 2016, com R$ 64 bilhões em dívidas. A maior parte desse montante foi renegociada com credores no primeiro plano, aprovado em 2018. Mas isso não bastou para reerguer a tele. Em 2020, a direção apresentou um novo, que previa a venda de mais ativos – como torres, data centers e as redes móveis -, e movimentaria mais de R$ 20 bilhões, em leilões já realizados.

O dinheiro será usado para antecipar o pagamento de dívidas e sustentar investimentos. Em troca, a Oi definiu abatimento de 60% no valor devido aos bancos – que as instituições recusaram. Os bancos também viram conflito de interesse na participação dos detentores de títulos de dívidas da tele – os chamados bondholders – na assembleia.

Ainda cabe recurso junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os bancos vão recorrer, apurou a Coluna. Procurados, a operadora e as instituições financeiras não responderam.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 29/06/2021 às 18h03

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.