3R Petroleum pretende estrear em dívida externa com captação de US$ 1 bi em 2022

Cynthia Decloedt

17 de dezembro de 2021 | 05h10

Polo Macau, da 3R Petroleum: empresa avança como consolidadora     Foto: 3R Petroleum/Divulgação

A 3R Petroleum pretende estrear no mercado de dívida externa no ano que vem, com uma emissão de bonds que pode alcançar até US$ 1 bilhão. A empresa, que tem avançado como consolidadora do mercado de energia, principalmente adquirindo ativos vendidos pela Petrobras, havia se preparado para captar recursos no mercado local. A ideia era emitir até R$ 1,6 bilhão em debêntures. A petroleira resolveu, porém, partir para o exterior, onde o bolso do investidor é mais fundo e número de pessoas dispostas a colocar dinheiro em uma empresa conhecida no jargão de mercado por ‘high yield’ (com nota de risco maior) é grande. Com isso, vai levantar três vezes mais recursos.

Este ano, a 3R Petroleum se dedicou a uma agenda de aquisições. Neste momento, está em negociação com a Petrobras para ficar com o Polo Potiguar. Antes, já havia levado toda a participação da estatal no campo de produção de Papa-Terra, na Bacia de Campos. O valor do empreendimento foi de US$ 105,6 milhões.

A Petrobras vendeu ainda sua fatia em oito campos terrestres de exploração e produção, denominados Polo Rio Ventura, na Bahia, para a 3R Rio Ventura S.A., subsidiária integral da 3R Petroleum, por US$ 33,9 milhões.

Recentemente, a 3R captou R$ 2,1 bilhões por meio de oferta de ações. A empresa estreou na B3 em novembro do ano passado, levantando R$ 690 milhões. Em abril, captou mais R$ 823 milhões em uma oferta subsequente. Procurada, a 3R não comentou.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 16/12/21, às 14h57.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.