49% dos pequenos empreendedores brasileiros têm ensino superior

Coluna do Broadcast

26 de maio de 2017 | 05h00

Se por um lado, a crise obrigou os profissionais a se reinventarem, por outro, mostra qualificação elevada entre os pequenos empreendedores no Brasil. Metade deles (49%) têm ensino superior completo. Destes, 18% possuem pós-graduação ou doutorado, conforme pesquisa da empresa sueca de pagamentos móveis iZettle. Além disso, 17% têm formação técnica. A maioria consultada pelo instituto Qualibest, que fez 831 entrevistas presenciais e online, é do sexo masculino (62%) e 59% possuem entre 25 e 44 anos. Com uma melhor formação, o potencial de sobrevivência dos negócios também aumenta.

Pequenos e fortes
Os Microempreendedores Individuais (MEI), que já são mais de 6,5 milhões, têm sido o motor do empreendedorismo no Brasil atual: 50% dos entrevistados têm faturamento até R$ 60 mil por ano, teto da categoria MEI. Dentre eles, 21% faturam menos de R$ 15 mil e 12% entre R$ 15 e R$ 30 mil.

Comodidade
A maioria dos entrevistados pela iZettle (53%) aceita pagamentos com cartão. O que motiva o uso do meio de pagamento, conforme a pesquisa, levando em conta a metodologia de múltipla escolha, é a importância de oferecer mais opções para os clientes, apontada por 61% deles, seguida por praticidade (53%) e segurança (43%). O volume de vendas perdidas foi mencionado por 31% dos entrevistados.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: