58% de executivos “C-Level” veem confiança prejudicada por pandemia

André Ítalo Rocha

27 de agosto de 2020 | 05h00

Pesquisa feita com 300 executivos de alto escalão do Brasil – os chamados “C-level” – mostra que a maioria deles (58%) acredita que a pandemia afetou negativamente a confiança nos negócios das empresas em que trabalham.

Banho de água fria. Feito pela consultoria Robert Half, o levantamento indica que os fatores que mais prejudicaram a confiança foram o clima econômico instaurado depois do período mais duro de quarentena, citado por 57%, a redução das oportunidades de negócios (39%), as reestruturações que tiveram de ser feitas (33%) e as mudanças regulatórias e de legislação ocorridas em função da pandemia.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 26/08/2020 às 14:31:27.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.