Acionistas da Ânima, de olho na compra da Laureate, avançam em oferta

Acionistas da Ânima, de olho na compra da Laureate, avançam em oferta

Fernanda Guimarães

03 de dezembro de 2020 | 05h30

Acionistas da Ânima Educação estão confiantes na compra da Laureate no Brasil. Prova disso é o apetite que estão demonstrando na oferta subsequente de ações (follow on), que será precificada amanhã, dia 3. A demanda pela oferta prioritária, destinada àqueles que já são acionistas, está bastante forte. Dentre os fundos com posição relevante na companhia, estão o Dynamo e o Atmo, com 6% e 5,8% de participação respectivamente. Cerca de 55% do capital está pulverizado no mercado.

No bolso. A oferta deve colocar no caixa da empresa cerca de R$ 1,1 bilhão, que será utilizado para financiar uma parte da aquisição dos ativos brasileiros do Grupo Laureate. No total, a compra custará cerca de R$ 4,4 bilhões à Ânima.

De porte. Finalizada a aquisição, que ainda precisa receber sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a companhia terá 338 mil alunos. Esse número não considera a FMU, que a Ânima deve vender ao fundo Farallon, também para financiar a compra. Já os câmpus da Anhembi Morumbi, com forte presença em São Paulo, serão mantidos. O follow on está sendo coordenado pelo Bradesco BBI, Santander Brasil, UBS BB, Itaú BBA e JPMorgan. Procurada, a Ânima não comentou.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 02/12/2020 às 11:16:32 .

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Tudo o que sabemos sobre:

#laureateÂnima Educaçãob3follow on

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.