Advent quer controle do Walmart para garantir reestruturação completa

Advent quer controle do Walmart para garantir reestruturação completa

Economia & Negócios

29 Abril 2018 | 04h00

Ter o controle do Walmart no Brasil foi identificado pelo fundo de private equity Advent como algo necessário para viabilizar o “turnaround” – ou seja, a reestruturação completa – da rede de supermercados. Foi por isso que as conversas deixaram se ser sobre uma fatia minoritária e, dessa vez, o que está em negociação é uma aquisição de 80% do Walmart. As conversas estão avançadas e uma conclusão deverá ser anunciada nos próximos dias. No setor do varejo, a Advent possui participação na varejista Quero-Quero, de venda de material de construção, e na Fortbras, de que atua no setor de reposição de autopeças.

Mudanças. O Walmart tem vivido uma série de mudanças no País. Paralelamente à busca por um sócio, a companhia começou uma tentativa de recuperação das vendas de seus hipermercados, fazendo reformas nas lojas e ajustes nas operações. No comércio eletrônico, decidiu parar de vender itens diretamente aos consumidores finais e passou a atuar apenas no marketplace, modelo em que outros comerciantes negociam produtos na plataforma.

Saída. Recentemente, o Advent vendeu parte de suas ações na varejista de moda Restoque e também se desfez de ações na IMC, dona dos restaurantes como o Frango Assado e Viena. Já a última aquisição que realizou no País foi a compra de uma fatia da companhia de educação Estácio. Procuradas, as empresas não comentaram. (com Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter