Aeroporto de Brasília instala raio-X termográfico para passageiros

Aeroporto de Brasília instala raio-X termográfico para passageiros

André Vieira

13 de maio de 2020 | 15h01

 

Os passageiros que embarcarem em voos domésticos no Aeroporto de Brasília terão a temperatura da pele medida por uma espécie de raio X termográfico, capaz de detectar febre. O terminal de passageiros da capital federal, que traz o equipamento em fase de testes, é o primeiro do País a oferecer o serviço no País. A precisão das informações pode variar em 0,3°C para mais ou menos.

Máscara. O aparelho também possui sensores faciais que detectam o rosto do passageiro e identificam se ele está utilizando ou não máscaras de proteção. A tecnologia envolvida é capaz de diferenciar, por exemplo, a temperatura da pele mesmo com um copo de café quente próximo ao rosto do passageiro, segundo a Inframerica, concessionária do Aeroporto de Brasília.

E eu? A novidade, da fabricante chinesa de segurança eletrônica Hikvision, foi instalada no acesso ao raio-x doméstico com capacidade de processar simultanemente as informações de 30 passageiros. O usuário poderá conferir a sua temperatura em uma tela.

Tá quente. Caso uma pessoa seja identificada pelo equipamento com temperatura acima de 37ºC, ela será submetida a uma nova medição com um termômetro clínico. Se voltar a marcar quadro de febre, receberá luvas e máscaras descartáveis e será direcionada ao posto médico do terminal aéreo.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.