Além de competirem nas bombas, Ipiranga e Raízen disputarão no mercado de CRAs

Coluna do Broadcast

28 de março de 2017 | 05h00

A Ipiranga e a Raízen, que já concorrem nas bombas dos postos de combustíveis, vão disputar também investidores para captar recursos no mercado de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). Ambas já anunciaram emissões, com as quais pretendem levantar, cada uma, um mínimo de R$ 750 milhões. Em meio a isso, porém, a leitura no mercado é de que o processo da Ipiranga deve ser um sucesso, visto que a empresa é estreante e a opção de diversificar sempre atrai investidores. A Raízen, joint venture entre Cosan e Shell, já tem R$ 2,2 bilhões de CRAs.

 

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.