Ame Digital aumenta serviços financeiros e oferece até assistência pet

Ame Digital aumenta serviços financeiros e oferece até assistência pet

Talita Nascimento

23 de maio de 2021 | 05h30

 Fachada da Lojas Americanas no centro do Rio de Janeiro. Foto: FABIO MOTTA/AGENCIA ESTADO/AE

O aplicativo da Ame Digital, braço financeiro da Lojas Americanas, tem expandido a oferta de serviços para concentrar o máximo de soluções em seu aplicativo. Entre os planos para 2021, está sua total integração no sistema financeiro do País.

Na parte de seguros, a plataforma passou a oferecer um plano de assistência Pet com cobertura nacional e cashback. No marketplace de empréstimos, o cliente agora encontra os serviços da EasyCrédito, que oferece contratações a partir de R$ 500 e possibilidade de pagamento em até 24 meses.

Aplicativo terá serviço de transportes

Além disso, o aplicativo agora vai permitir aos usuários chamar táxis ou carros particulares e efetuar o pagamento com o saldo de cashback no chamado “Ame Drive”. Com 250 mil motoristas cadastrados, o serviço está presente em 2,5 mil cidades de todos os Estados do Brasil.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 21/05, às 14h51.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

A Ame registrou volume transacionado de R$ 5,1 bilhões no primeiro trimestre, com crescimento de 350% frente ao mesmo período do ano anterior. Nos últimos seis meses, a fintech adquiriu a Bit Capital, a Parati e a Nexoos, voltadas para serviços bancários e de empréstimos. Segundo a empresa, as aquisições permitirão que a Ame avance ainda mais em soluções de financeiras para seus clientes e lojistas.

Tudo o que sabemos sobre:

ame digitalamericanasserviços financeiros

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.