Amec vai analisar polêmica de compra de nome Klabin pela Klabin

Amec vai analisar polêmica de compra de nome Klabin pela Klabin

Fernanda Guimarães

17 de setembro de 2020 | 05h00

Klabin/Divulgação

A Amec, associação de acionistas minoritários que reúne cerca de 60 investidores com R$ 700 bilhões na Bolsa brasileira, vai se debruçar hoje sobre mais um assunto polêmico: a compra da marca Klabin da família Klabin. Minoritários, com o braço de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o BNDESPar, à frente, já se colocaram contra os termos da proposta. Um dos pontos é o pagamento de R$ 367 milhões aos controladores da empresa. Com essa transação, se encerraria o pagamento de royalties de uso da marca pela empresa à Sogemar, que pertence aos Klabin.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 16/09/2020  às 15:54:33 .

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

 

Tudo o que sabemos sobre:

KlabinAmecBNDESPar

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: