Apenas 34% de 266 parques nacionais estão com área regularizada

Apenas 34% de 266 parques nacionais estão com área regularizada

Coluna do Broadcast

15 de setembro de 2019 | 08h36

Em meio à perspectiva de privatização da gestão de alguns parques nacionais ainda este ano, anunciada pelo governo em agosto, uma pesquisa realizada pelo Instituto Semeia, de Pedro Passos, um dos fundadores da Natura, identificou que apenas 34% de 266 parques estão com sua área regularizada. Esse é um assunto considerado relevante, já que interfere diretamente na concessão, além da formalização e consolidação das unidades de conservação e realização de Parcerias Público-Privadas.
Bolso furado.A pesquisa mostra também a precariedade da gestão atual dos parques, já que 60% dos 266 gestores entrevistados afirmou não ter recursos necessários para conduzir o trabalho. Com isso, foi constatado que 22% das unidades de conservação não realizam contagem de visitantes e 20% tem no máximo dois funcionários trabalhando. Na escala de 1 a 10, os entrevistados deram nota média de 5,8 para a missão dos parques: conservação, uso público e educação/conscientização ambiental.

Família vende tudo. Não só a União está na rota da entrega da gestão de parques à iniciativa privada. O governo do Estado de São Paulo aprovou em 2016, ainda na gestão de Geraldo Alckmin, a privatização de 25 parques. Anúncios semelhantes foram feitos também por governos de estados como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás e Pará.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunabroadcast no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: