Após panos quentes, XP dá nova cutucada no sócio Itaú

Após panos quentes, XP dá nova cutucada no sócio Itaú

Por Fernanda Guimarães e Aline Bronzati

07 de julho de 2020 | 05h00

Foto: Matheus Lombardi/Divulgação

Depois de alguns dias de trégua na briga entre XP Investimentos e Itaú Unibanco, após a campanha publicitária que atacou os agentes autônomos, a maior corretora do País deu uma nova cutucada em seu acionista. No fim de semana, a XP publicou anúncio dizendo que a instituição financeira passou a contar em seu quadro 364 ex-gerentes de bancos apenas no primeiro semestre do ano. “Sabe quando mudam o gerente do seu banco de uma hora para outra? Desculpe, é porque ele veio para a XP”.

Não para aí. O texto teve mais uma alfinetada: “Enquanto alguns bancos tentam convencer os brasileiros de que mudaram, muitos profissionais estão, de fato, mudando. Não apenas de discurso, mas nos seus atos”. A imagem do anúncio, compartilhada pelo fundador e presidente da XP, Guilherme Benchimol, foi republicada por uma série de sócios da XP ao longo do fim de semana.

Lá e cá. O rouba monte de profissionais não é arma nova na discussão. O próprio presidente do Itaú, Candido Bracher, já havia mencionado que o banco também estava atraindo agentes autônomos para seu quadro. “Especialmente, a campanha não foi feita para falar dos agentes autônomos. Nós respeitamos muito os agentes autônomos, tanto que estamos contratando vários deles para trabalharem conosco”, disse, na ocasião.

Próximos capítulos. O Itaú deve colocar no ar novos vídeos da campanha ao longo dessa semana. O material está pronto para ser divulgado. Resta saber se vai esquentar ainda mais a ‘briga de família’.

Esta matéria foi publicada no Broadcast no dia 06/07 às 17:08:32

contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: