Após rombo em custos de obras, Tenda dobra prazo para pagar fornecedores

Após rombo em custos de obras, Tenda dobra prazo para pagar fornecedores

Circe Bonatelli

22 de abril de 2022 | 05h00

materiais construção tijolo

Estoque de tijolos e materiais de construção. Crédito da foto: Daniel Teixeira / Estadão

 

Após sofrer um estouro de meio bilhão de reais nos orçamentos de obras no ano passado, a Tenda passou a adotar medidas amargas para equilibrar as contas. A companhia – um das maiores do programa Casa Verde e Amarela (CVA) – disparou uma carta aos fornecedores de materiais de construção avisando que os novos prazos de pagamento passarão de 30 dias para, no mínimo, 60 dias. A medida vai valer para todos os pedidos enviados e faturas recebidas a partir do mês que vem. A decisão de esticar os prazos dessa forma é incomum no setor e não tem sido uma medida adotada por outras construtoras de grande porte neste momento, pegando de surpresa os fornecedores da Tenda.

No comunicado, ao qual a Coluna teve acesso, a Tenda não dá explicações sobre a sua decisão, limitando-se a informar que a mensagem “visa (sic) uma maior transparência e efetividade no cumprimento dos prazos compromissados junto aos parceiros”. Também avisa que, em caso de dúvidas, os fornecedores devem procurar o representante da construtora responsável pelas compras. O documento é assinado pelo diretor Financeiro, Marcos Antônio Pinheiro Filho. Procurada, a Tenda não se manifestou.

Inflação afetou custos de todo o setor de construção

Na sua última apresentação de resultados a investidores, a Tenda relatou perdas de R$ 350 milhões com estouros de orçamento no quarto trimestre de 2021 e um total de R$ 532 milhões no acumulado do ano. Isso ocorreu devido à disparada nos preços de materiais no mercado combinada com a falta de um controle periódico da empresa sobre os custos de boa parte dos insumos.

A inflação arranhou a rentabilidade de várias empresas do setor de construção nos últimos trimestres, mas nada que se compare ao rombo da Tenda. A empresa prometeu a investidores que fará um controle mais rígido dos orçamentos e que vai privilegiar empreendimentos com preços e margens de lucro maiores neste ano, ainda que isso implique em diminuir a velocidade de vendas e o volume total de lançamentos.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 21/04/22, às 16h43.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

Tenda; construção; materiais; inflação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.