Athena Foods, da Minerva, retoma trabalhos para IPO

Athena Foods, da Minerva, retoma trabalhos para IPO

Coluna do Broadcast

31 de julho de 2019 | 04h00

A processadora de proteína animal Minerva deu início aos trabalhos para retomar a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua subsidiária Athena Foods, no mercado chileno. A operação foi interrompida em maio. Os advogados da companhia no Chile e nos Estados Unidos já receberam sinal verde para atualizarem a documentação para os dois mercados, com os números do balanço do segundo trimestre. Os bancos que coordenam a oferta, o BTG Pactual e o JPMorgan, também já foram orientados. A expectativa é colocar a oferta à disposição dos investidores em setembro, mas somente se as condições do mercado forem favoráveis.

Bala de prata. O entendimento é de que a empresa precisa ser certeira, visto que essa será a segunda tentativa para a abertura de capital da Athena. Na primeira, em maio, a Minerva viu a avaliação da empresa no mercado ficar aquém do esperado, levando à decisão de postergar a operação. Procurada, a Minerva não comenta.

Falando em proteína… Assim como outras empresas que foram ao mercado de dívida externa nas últimas semanas, a Marfrig conseguiu emplacar sua emissão de “greenbonds”, com compromisso de responsabilidade ambiental, ao menor custo histórico. A empresa levantou US$ 500 milhões à taxa de 6,625% para o prazo de 10 anos.

Baratinho. O menor custo obtido até o momento no mercado de bônus externo pela Marfrig havia sido de 7%, em uma operação envolvendo US$ 1 bilhão ao prazo de sete anos, feita este ano. JBS e Cosan também captaram aos menores custos históricos, na esteira da queda do risco Brasil à mínima em cinco anos, após a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno no plenário da Câmara.

contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

minervamarfrig