B2W quer lojas dentro de condomínios e armários para entregas no metrô

B2W quer lojas dentro de condomínios e armários para entregas no metrô

Talita Nascimento

20 de setembro de 2020 | 05h10

Fachada das Lojas Americanas do Shopping Iguatemi. FOTO MÔNICA ZARATTINI/AE

 

A Lojas Americanas estuda abrir lojas de conveniência em condomínios fechados, em mais uma iniciativa para dar capilaridade à rede. A empresa não se pronunciou oficialmente. Mas, segundo apurou a Coluna do Broadcast, o foco das lojas serão produtos alimentícios. A ideia é que o cliente não precise “sair de casa” para ter acesso rápido a alguns produtos estratégicos. Dessa maneira, a empresa ganha ainda mais proximidade junto aos clientes. As conversas ainda são iniciais.

Lockers. Outra novidade, essa oficial, é que a partir deste mês, as compras online na Lojas Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato poderão ser retiradas em mais estações de metrô de São Paulo e do Rio de Janeiro. A B2W Digital ampliou sua parceria com a Clique Retire, que faz terminais de autoatendimento para a retirada de compras feitas pela internet.

Aos poucos. A B2W já investe nesses terminais de retirada desde o ano passado. No projeto piloto, foram instalados os chamados ‘lockers’ exclusivos nos centros de distribuição e nas lojas físicas da Americanas. São 18 instalados em postos de gasolina e em estações de metrô, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Até o fim de setembro, haverá terminais de retirada em mais 32 estações.

contato: colunabroadcast@estadao.com

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 18/09/2020 às 16:27

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse
http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: