B3 apresenta estudo sobre ação super ordinária à CVM

B3 apresenta estudo sobre ação super ordinária à CVM

Coluna do Broadcast

15 de outubro de 2019 | 04h00

Por Mariana Durão

O voto plural está no radar da B3. A bolsa fez um estudo sobre o tema em que analisou como ele se aplica (ou não) ao redor do mundo e como seria internalizado no Brasil. Os dados foram apresentados semana passada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a ideia é discutir as conclusões com o mercado em novembro.

Super voto. O voto plural permite que uma classe de ações tenha mais direitos políticos que outra, isto é, direito a mais de um voto por ação por certo período. O racional é assegurar que acionistas-chave, como fundadores de startups, preservarão seu poder de controle pós abertura de capital. O PL10736/18, que tramita na Câmara, tenta incluir o voto plural na Lei das S.A..

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.