B3 deve ter novas categorias de fundos listados em 2020

B3 deve ter novas categorias de fundos listados em 2020

Coluna do Broadcast

01 de outubro de 2019 | 04h00

Com investidores já acostumados com os fundos de investimento imobiliários listados em bolsa de valores, a B3 prepara a listagem de outras modalidades de fundos, em especial os fundos de debêntures de infraestrutura e os Fundos de Direitos Creditórios Imobiliários (Fdics). A ideia é de que, assim como os fundos de índices (ETFs, na sigla em inglês), o investidor possa comprar cotas na bolsa.

Ágil. Com a existência de um mercado secundário, a decisão do investidor de “sair” do fundo evitará o evento de resgate, que é quando o gestor precisa vender ativos para fazer frente à necessidade de pagar o cotista. A comercialização no mercado permitirá que as cotas dos fundos simplesmente mudem de dono. Para o gestor, a possibilidade facilitará a gestão de passivos do fundo, ajudando a alongar os prazos e abrindo a porta para a compra de ativos ilíquidos. Não está descartada, ainda, a possibilidade dos fundos multimercados também serem listados.

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.