Banco Inter promete devolução de metade de taxas ao investidor de fundos

Banco Inter promete devolução de metade de taxas ao investidor de fundos

Coluna do Broadcast

24 de abril de 2019 | 04h00

Seguindo a estratégia dos concorrentes, a Plataforma Aberta Inter (PAI), do banco Inter, está prometendo devolver aos investidores uma parte do valor que em outras instituições seriam destinados a remunerar as corretoras e agentes autônomos. A “devolução” valerá para investidores que aplicarem em fundos de ações e multimercado, que não são o carro-chefe da plataforma, que tem a maior parte dos R$ 7 bilhões sob sua administração focados na renda fixa. Pelos cálculos do banco, o cliente economizará entre 15% e 20% do custo das taxas de administração e performance.

Na ponta do lápis. Para ser mais atraente, o Inter afirma que irá colocar na conta do seu cliente o valor “economizado”. Para saber no detalhe se o montante corresponde ao porcentual prometido, o investidor tem de solicitar a informação ao próprio banco. Isso porque, por acordo de confidencialidade com as gestoras dos fundos, o Inter não pode revelar publicamente as taxas.

Quase isso. A plataforma Pi do Santander foi a primeira a lançar o modelo de shopping de investimento sem agentes autônomos e, por isso, promessa de melhor rendimento. No entanto, a economia que o cliente tem com taxas e tarifas é devolvida em pontos, que podem ser reinvestidos ou transformados em dinheiro.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

Banco Inter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.