Banco John Deere capta R$ 300 milhões, de olho em menor subsídio do governo

Banco John Deere capta R$ 300 milhões, de olho em menor subsídio do governo

Aline Bronzati

04 de dezembro de 2019 | 04h01

Foto: NILTON FUKUDA/AE

O Banco John Deere, com foco no segmento agrícola, levantou R$ 300 milhões em letras financeiras, tradicional instrumento de captação bancária, em sua estreia no mercado de capitais. Além de diversificar suas fontes de captação, a operação visa a reforçar as linhas de crédito no financiamento de máquinas e tecnologias, de olho na demanda de mercado que surgirá com o menor subsídio ao setor de agronegócios por parte do governo federal. A emissão do Banco John Deere foi coordenada pelos bancos Itaú BBA e Bradesco BBI, com taxa pós-fixada e o período de dois anos.

Saiba mais: Fintech rural exclui papelada do crédito

Notícia publicada no Broadcast dia 03/12/2019, às 09:24:12

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tendências: