Bancos correm para sair na frente e mostrar a clientes mudanças no câmbio

Bancos correm para sair na frente e mostrar a clientes mudanças no câmbio

Cynthia Decloedt

17 de fevereiro de 2021 | 18h00

Nem bem a Câmara dos Deputados tinha aprovado a proposta da nova lei cambial e os bancos já estavam em contato com clientes para explicar as mudanças no marco regulatório, que tornarão as regras para operações mais simples para as empresas. A lei foi aprovada na quarta-feira da semana passada e, rápido no gatilho, o Bank of America convocou o diretor de regulação do Banco Central, Otavio Damaso, para uma palestra que reuniu mais de 500 clientes no dia seguinte.

Nova regra adota parâmetros da OCDE

O emaranhado de regras que envolve as operações de câmbio tem dificultado a competitividade das empresas. Com o novo marco, que adota os mesmos parâmetros da Cooperação e Desenvolvimento Econômico e Social (OCDE), a expectativa é de aumento.

A média do volume anual de comércio exterior de cada um de seus 37 países membros da OCDE representou 30% do PIB dos respectivos países, enquanto no Brasil esse número não passou de 15%. A mudança também abre caminho para avanços na conversibilidade do real, com perspectiva de maior utilização da moeda no exterior.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 17/02/2021, às 15:44:29 .

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.