Bancos veem renegociação de dívidas em xeque se queda de juros for menor

Bancos veem renegociação de dívidas em xeque se queda de juros for menor

Coluna do Broadcast

10 Novembro 2016 | 05h00

dinheiro_fabiomotta_blog

(Foto: Fábio Motta/Estadão)

Caso os juros no Brasil não caiam na proporção esperada, principalmente após a eleição de Donald Trump nos EUA, a leva de renegociações de dívidas que os bancos fizeram junto às empresas brasileiras pode ser comprometida. A sustentabilidade dos acordos depende, em especial, da queda dos juros, que tira pressão sobre o serviço financeiro das dívidas.

PIB também importa

Mas também está atrelada à retomada do PIB, que impulsiona a geração de caixa, amenizando a alavancagem. Além de darem todas as garantias possíveis, as empresas postergaram seus pagamentos em dois e três anos, chegando a até cinco, tudo na busca pela sobrevivência.

E tem mais

Com o dinheiro mais caro, o nível de investimento pode seguir pressionado. Somado a isso, a competitividade permanece baixa. Assim, as empresas podem continuar trabalhando apenas para pagar juros e, ao mesmo tempo, encolhendo para aliviar o caixa. Isso traz mais dúvidas em relação à perenidade das companhias.