Bandeira Libercard quer 10% do mercado de venda de bilhete de transporte

Coluna do Broadcast

12 de abril de 2017 | 07h31

A bandeira Libercard, gerida pela Mandacaru Administradora de Cartões, acaba de ingressar na venda eletrônica de créditos do Bilhete Único em São Paulo, após investir R$ 5 milhões. O aval para operar saiu em março e os aplicativos para Android, iPhone e Windows Phone já estão disponíveis para os passageiros da capital paulista. A empresa quer abocanhar 10% deste segmento, que movimenta cerca de R$ 2,5 bilhões por ano. Considerado um dos maiores da América Latina, o setor de transporte urbano paulistano contabiliza mais de 10 milhões de viagens diariamente.

Gestão
Enquanto isso, seguem as conversas para a transferência da gestão do bilhete único em São Paulo para a iniciativa privada. Grandes bancos e bandeiras têm reuniões neste mês com o governo de João Doria. Com a MasterCard, que atua com a modalidade no Rio de Janeiro, esse encontro já aconteceu.

Apetite
Uma possibilidade seria transformar o cartão já existente na modalidade crédito. Ainda assim, o apetite é tímido. Bancos e bandeiras reclamam da margem, que é muito pequena para o risco envolvido na operação. Por outro lado, há um benefício de exposição da marca em um momento que a concorrência entre bandeiras de cartões está mais acirrada com o desenvolvimento de players locais. (Com Altamiro Silva Júnior)

Siga a @colunadobroad no Twitter