BB cria programa de inovação Lentes e vai usar blockchain em experimentos

BB cria programa de inovação Lentes e vai usar blockchain em experimentos

Altamiro Silva Junior

13 de março de 2022 | 05h20

Com estratégia, banco quer acelerar a digitalização  Foto: Paulo Vitor/AE

O Banco do Brasil acaba de criar o “Lentes BB”, novo programa de experimentação e inovação aberta para tecnologias digitais emergentes em novos modelos de negócios. O primeiro laboratório do banco nesse programa será voltado a blockchain. Essa tecnologia permite a duas ou mais pessoas, empresas ou computadores (que podem ou não se conhecer) trocar valores em ambientes digitais – em uma transação monetária, de informação ou outra troca de ativos – sem intermediários.

A estratégia vai permitir ao banco público aumentar o uso do blockchain e acelerar a digitalização, segundo Rodrigo Mulinari, diretor de tecnologia do BB. Outros temas estão na fila, como 5G, agronegócios, internet das coisas e inteligência artificial. A escolha do blockchain para iniciar o projeto do BB foi feita pela popularização da tecnologia. A ideia é identificar e validar oportunidades que possam se beneficiar dessa tecnologia.

O “Lentes BB” será executado por meio de laboratórios – físicos ou virtuais – com a intenção de juntar empreendedorismo, capacitação e tecnologia. A ideia do banco público é ter apoio de parceiros, que podem ser startups, universidades e outras corporações, desde que especialistas nos temas e tecnologias abordadas.

No caso do blockchain, a implementação será feita em parceria com a startup GoLedger, especializada em desenvolver sistemas desse tipo privados, sob demanda. A tecnologia usada pela empresa possibilita transações financeiras descentralizadas conhecidas como DeFi.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 11/03/22, às 15h54.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.