BB estuda vender R$ 6,5 bi em ações e sair da Cielo

BB estuda vender R$ 6,5 bi em ações e sair da Cielo

Coluna do Broadcast

02 de agosto de 2019 | 04h00

O Banco do Brasil estuda vender a fatia de 28,65% que tem na Cielo. Pela cotação em Bolsa, a participação vale cerca de R$ 6,5 bilhões. Dois fatores influenciam no plano do banco que é sócio da empresa junto com o Bradesco. De um lado, pesa a guerra de maquininhas que segue jogando os preços para baixo. Do outro, há uma orientação clara quanto a desinvestimentos por parte do ministro da Economia, Paulo Guedes. Para a equipe econômica, não faz sentido o Estado brasileiro ter presença no negócio de cartões. A notícia fez a ação disparar 15,3% na quinta-feira. O plano de venda vai na mesma linha de outros desinvestimentos que o BB já tem realizado. Recentemente, o banco saiu do controle do ressegurador IRB Brasil Re.

Contramão. O setor de meios de pagamentos, porém, faz parte do negócio de bancos de varejo. Tanto que a também estatal Caixa Econômica Federal deve anunciar nos próximos dias a busca por um parceiro neste setor.

Oportunidade? A venda da fatia da Cielo por parte do BB ainda não teria sido sequer informada oficialmente ao Bradesco, que divide o controle da companhia e tem 30,06% do capital. O sócio tem preferência em comprar a parte do BB, conforme acordo de acionistas.

Contas. Vender a Cielo no curto prazo, porém, pode significar prejuízo. As ações acumulam queda de quase 40% no último ano. Por isso, alternativas são estudadas para o negócio. Recentemente, um investidor chinês teria sondado a número um do setor de maquininhas.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

BBcieloIRB

Tendências: