BB Seguridade deve rever seus guidances para cima

BB Seguridade deve rever seus guidances para cima

Coluna do Broadcast

18 de julho de 2019 | 04h00

Com projeções de desempenho conservadoras, a BB Seguridade, holding que concentra os negócios de seguros do Banco do Brasil, deve revisar para cima suas projeções de desempenho de 2019. O anúncio pode ocorrer já na divulgação de resultados do segundo trimestre e contemplar uma expectativa mais otimista para o lucro líquido da companhia do que a atual, que sinaliza aumento de 5% a 10% neste ano frente a 2018. A favor da BB Seguridade estão a possibilidade de que a alta da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 15% para 20% fique apenas para o próximo ano. Para que o aumento de um tributo seja colocado em prática são exigidos 90 dias após a publicação da mudança. É a chamada noventena. Por isso, o imposto maior só valeria em 2020.

Deu a dica. Quando divulgou seus guidances para 2019, a BB Seguridade informou que considerava em seus cálculos CSLL de 20% neste ano. Com a alíquota mantida em 15% neste ano, sobra espaço para melhorar as previsões de resultados. Procurada, a BB Seguridade não quis comentar.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

BB SeguridadeBB

Tendências: