BC autoriza união de Concórdia e Spinelli, que formam Necton Investimentos

BC autoriza união de Concórdia e Spinelli, que formam Necton Investimentos

Coluna do Broadcast

14 de dezembro de 2018 | 07h21

O Banco Central do Brasil (BC) aprovou, ontem, dia 13, a união de duas tradicionais corretoras de valores, a Concórdia e a Spinelli. O processo foi submetido à aprovação prévia do BC em dezembro de 2017. Em setembro deste ano, o BC aprovou a operação em caráter preliminar, abrindo o caminho para os procedimentos de implementação da união, com a incorporação da Spinelli pela Concórdia e a formação da Necton Investimentos, nova marca sob a qual as corretoras unidas atuarão. O negócio foi aprovado definitivamente pelo BC hoje.

Complementares
O negócio forma uma corretora com ofertas complementares. Enquanto a de Nelson Spinelli tem como principal foco o público de varejo, a Concórdia, que integra o grupo econômico do ex-ministro Luiz Fernando Furlan, mira no investidor institucional. A negociação entre ambas começou no segundo semestre de 2017 e contou com assessoria do escritório de advocacia Leite, Roston, Chaves & Saciotto Advogados. (Cristiane Barbieri, especial para o Broadcast)

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast +