BNDES deve entrar na fila das ofertas em Bolsa com Petrobras e JBS

BNDES deve entrar na fila das ofertas em Bolsa com Petrobras e JBS

Cynthia Decloedt

24 de fevereiro de 2022 | 05h10

Desde dezembro, BNDES  fez duas vendas de ações da JBS em Bolsa   Foto: Wilton Junior/Estadão

Com as ações da Petrobras e da JBS nas máximas dos últimos cinco anos e os estrangeiros marcando presença na Bolsa brasileira, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pode entrar na fila das ofertas subsequentes (follow on) para acelerar a venda de sua carteira bilionária de ações. Essa é uma conversa recorrente nos bancos de investimento, que acompanharam de perto os movimentos feitos pelo banco de fomento nos últimos meses.

As maiores posições do BNDES estão nas duas empresas. O presidente da instituição, Gustavo Montezzano, já deixou claro várias vezes que seu desejo é zerar essa carteira, que tem cerca de R$ 75 bilhões em ações de empresas. Nos últimos três anos, os desinvestimento do banco de fomento somaram R$ 80 bilhões.

O BNDES tem R$ 29 bilhões em ações da Petrobras, que respondem por 35% de sua carteira de ações e uma fatia de 8% na petroleira, conforme balanço do terceiro trimestre. De JBS, o BNDES tinha R$ 21 bilhões na mesma data, o equivalente a 26% de sua carteira. A posição atual deve ser conhecida na sexta-feira, junto ao balanço de 2021.

As consultas do BNDES aos bancos de investimento para sentir o apetite dos investidores por suas ações, têm acontecido com frequência. Desde dezembro, a instituição fez duas vendas de ações da JBS em Bolsa, em um processo conhecido por blocktrade. O mais recente aconteceu na semana passada e movimentou R$ 2 bilhões. Com isso, a fatia do BNDES na JBS caiu de 23% para 19,45%.

Os comentários agora são de que o BNDES pode partir para vendas maiores, por meio de follow ons. O objetivo é aproveitar o apetite dos estrangeiros pela Bolsa brasileira. São os investidores internacionais que normalmente entram em ofertas maiores, de empresas líquidas em Bolsa, de preferência em setores não relacionados à economia local, como commodities e proteínas. Procurado, o BNDES não comentou.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 23/02/22, às 10h22.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

bndesJBSpetrobrásfollow ons#bolsa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.