BNDES já tem demanda de R$ 12 bilhões para suas debêntures da Vale

BNDES já tem demanda de R$ 12 bilhões para suas debêntures da Vale

Cynthia Decloedt

11 de abril de 2021 | 05h00

A demanda pelas debêntures da Vale que serão vendidas na segunda-feira pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já chegam a cerca de R$ 12 bilhões. Ou seja, mais do que o total em posse do banco de fomento e da União. A oferta ao mercado dependerá, no entanto, do preço que os investidores estiverem interessados em pagar pelos papéis.

O BNDES, que está à frente do processo, tendo o Bradesco BBI como coordenador-líder, estabeleceu preço de R$ 59,70. Mas como houve recentemente pagamento de dividendo de R$ 2,76 por debênture, o preço base cai para cerca de R$ 57. As debêntures participativas da Vale foram emitidas na privatização da companhia, em 1997. Elas pagam aos investidores remuneração equivalente a uma parcela com as receitas de minério de ferro, principalmente de minas em Carajás. Também são perpétuas, ou seja, não vencem nunca.

O BNDES informou ao mercado inicialmente que venderia 142 milhões debêntures, o equivalente de R$ 8,5 bilhões. Uma oferta adicional de 72,329 milhões de debêntures, ou R$ 4,3 bilhões, pode ser oferecida, se houver demanda. No total, a oferta soma o equivalente a 55% do total emitido pela Vale.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 09/04, às 18h54.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.