BNDES poderá vender ações da JBS nos EUA

BNDES poderá vender ações da JBS nos EUA

Coluna do Broadcast

05 de setembro de 2019 | 04h00

A roda de apostas do mercado financeiro indica que a venda das ações do frigorífico JBS pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ocorrerá nos Estados Unidos, no mesmo momento em que a empresa da família Batista seguir com seus planos para se listar na Bolsa de Nova York, a Nyse. O banco de fomento possui 21,32% das ações da JBS, que podem render cerca de R$ 17 bilhões para seu caixa, considerando o valor atual da ação, que subiu mais de 200% em 12 meses. André Laloni, que acaba de assumir a diretoria de Crédito e Participações do banco, já teria indicado, em conversas com bancos de investimento, que a venda da participação deve ocorrer de uma única vez, visto que a realização de ofertas em “tranches” pode criar pressão negativa na ação. Procurado, o BNDES disse que não comenta sua estratégia de desinvestimento. A JBS não comentou.

Na gaveta. Os planos da JBS de se listar em Nova York não são novos, mas acabaram ficando um bom tempo na gaveta após delações em 2017 dos irmãos Joesley e Wesley Batista, controladores da empresa, no âmbito da operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

bndesJBS

Tendências: