Brasil foi um dos principais alvos de ataques cibernéticos em apps

Brasil foi um dos principais alvos de ataques cibernéticos em apps

Fernanda Guimarães

18 de setembro de 2020 | 05h22

O Brasil foi um dos principais alvos de ataques cibernéticos em aplicativos financeiros na primeira metade deste ano, conforme levantamento da empresa de cibersegurança Trend Micro. Foram 3 mil ataques com o objetivo de roubar dados bancários e de cartões de crédito nos seis primeiros meses do ano, ante 2,9 mil observados no mesmo período de 2019. Apenas em junho, o País foi o quarto com mais detecções de arquivos maliciosos, os malwares, no mundo, atrás de China, Japão e Estados Unidos.

Salto. Nas “maquininhas” de cartões, o número de ocorrências por aqui registrou crescimento de mais de 350% nos seis primeiros meses do ano, em relação ao mesmo intervalo de 2019. Em junho, o País ficou apenas atrás de Estados Unidos e Turquia.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

ataque cibernéticoaplicativo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: