Brasilprev quer ir além do BB e conversa com bancos para vender previdência

Brasilprev quer ir além do BB e conversa com bancos para vender previdência

Matheus Piovesana

22 de abril de 2022 | 05h02

Sede do Banco do Brasil. Crédito da Foto: Ed Ferreira/AE

A BB Seguridade está incluindo bancos em sua busca por novos canais de venda de produtos. O balcão do Banco do Brasil, controlador da holding, é e deve continuar sendo o principal canal, mas para crescer no chamado mar aberto, a companhia não descarta alianças com outras instituições.

O foco das negociações é a Brasilprev, a maior gestora de previdência do País, sociedade da holding com a americana Principal. Segundo o presidente da BB Seguridade, Ulisses Assis, as conversas incluem tanto bancos tradicionais quanto digitais. Hoje, entre as empresas do grupo, a Brasilprev é a que mais depende do balcão do BB para conquistar clientes.

A expansão para novos canais é um dos focos da gestão de Assis, que também tem investido na frente digital. Mas a percepção é de que nem todo produto tem distribuição fácil em plataformas online. A previdência é um exemplo: com tíquete médio alto e cliente de longo prazo, é um produto que exige assessoria mais próxima do cliente. Por isso, os bancos entram no cardápio.

O crescimento da BB Seguridade é parte da estratégia do banco de mudar o mix de receitas com serviços. O vetor dessa mudança é a conta corrente, que foi o segundo item mais importante deste bolo no ano passado, mas que teve receitas 17% menores que em 2020 diante do impacto do Pix. Os seguros, por outro lado, tiveram receitas 11% maiores.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 21/04/22, às 14h51.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

BB; previdência

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.