Braskem deixa para a próxima semana lançamento de título de dívida no exterior

Braskem deixa para a próxima semana lançamento de título de dívida no exterior

Cristiane Barbieri

17 de julho de 2020 | 05h00

A petroquímica Braskem deve anunciar ao mercado somente na semana que vem sua emissão de títulos de dívida (bond) no exterior, com o qual pretende levantar até US$ 1,5 bilhão junto a investidores estrangeiros. Havia expectativa de que os papéis fossem oferecidos hoje ao mercado, mas a opção foi continuar as conversas para atrair mais compradores e explicar melhor a operação.

Comuns no exterior, bonds híbridos são pouco usados no País

Os bonds são híbridos, ou seja, têm características que remetem a uma ação e, portanto, colocam o investidor como último na fila de recebimento, caso a empresa sofra alguma pane financeira. Essa é uma estrutura pouco utilizada por emissores brasileiros e, embora não tão estranha para os investidores estrangeiros, está sendo utilizada por uma companhia que vem enfrentando percalços relacionados ao setor petroquímico e a um grande passivo ambiental no Estado de Alagoas. Além disso, é pivô de sustentação do plano de recuperação judicial da Odebrecht e tem uma mudança de controle já programada para dois anos. Os títulos de dívida propostos são perpétuos e, ainda que o contrato dos bonds estipule a possibilidade de serem recomprados em cinco anos pela empresa, trata-se de uma opção.

Notícia publicada originalmente no Broadcast no dia 16/07/2020, às 14:16

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: