BRF contrata bancos para captação externa em torno de US$ 750 mi

BRF contrata bancos para captação externa em torno de US$ 750 mi

Coluna do Broadcast

29 de agosto de 2019 | 04h00

A BRF já escolheu os bancos que vão assessorar a companhia em uma captação externa inicialmente de US$ 750 milhões em bônus, que pode alcançar US$ 1 bilhão a depender da demanda e condições do mercado. Citi, Bradesco, BTG Pactual, Itaú BBA, Santander e Banco do Brasil estão no sindicato de instituições que coordenarão a emissão. Setembro é um mês de grande atividade no mercado de dívida externo, quando investidores regressam das férias no Hemisfério Norte.

Caro por barato. Os recursos serão usados para a recompra de papéis emitidos com custo maior, como parte da estratégia da BRF de melhorar o perfil de sua dívida. A companhia possui US$ 750 milhões em bônus que vencem em janeiro do ano que vem. Esses papéis foram emitidos em 2010 e pagam juro anual de 7,250%, o mais elevado entre todos os bônus que a empresa tem no exterior. Procurada, a BRF não comentou.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

BRF

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: