Busca por maquininhas mais que dobra em 5 anos e sustenta ‘guerra’

Busca por maquininhas mais que dobra em 5 anos e sustenta ‘guerra’

Coluna do Broadcast

01 de agosto de 2019 | 04h00

A procura, no buscador Google, por maquininhas que capturam transações de crédito e débito no Brasil mais que dobrou nos últimos cinco anos no Brasil, segundo dados compilados pela Azulis, do Grupo Red Ventures. O salto de 129% no período tem sustentado uma intensa batalha no setor entre atores consolidados e novatos, o que empurra para baixo as taxas cobradas no segmento.

Quase 1000%. Se ampliado o período de análise, o crescimento do interesse dos brasileiros por maquininhas é ainda mais expressivo. De 2006 a 2018, a busca saltou 789%. O movimento é oposto ao de mercados como o chinês, no qual a tecnologia avançou ainda mais com o pagamento via telefone celular e as maquininhas já viraram exceção.

Bife e tesoura. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Paraná encabeçam a lista dos dez Estados que respondem por 80% dos pedidos de maquininhas. Setores de alimentação e salões de beleza são os que mais demandam terminais.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

adquirência

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: