Buser passa a atuar com empresas de ônibus que saem das rodoviárias

Buser passa a atuar com empresas de ônibus que saem das rodoviárias

André Ítalo Rocha

13 de janeiro de 2021 | 09h50

A Buser, startup que se tornou conhecida por oferecer viagens de ônibus por meio de uma plataforma que conecta empresas de fretamento a passageiros, começou em 2021 a também vender passagens de companhias que contam com concessão pública e, portanto, usam os terminais rodoviários como origem e destino de suas rotas.

Nas rodoviárias. A startup já fechou acordo com duas empresas, a Luxor Turismo e a Viação Esmeralda. Por enquanto, são 10 rotas que saem de rodoviárias, que passam por 20 cidades e cinco estados: São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal.

Nacional. O passo que a Buser dá mira a meta de alcançar todos os estados brasileiros, atuando como um marketplace. Por oferecer viagens sob demanda em sua plataforma, pelas empresas de fretamento, a Buser conseguiu baratear o preço e por isso se popularizou. Hoje, são 3 milhões de usuários cadastrados, com empresas que contam com uma frota de 550 ônibus e cerca de 15 mil viajantes por dia.

Contato: andre.italo@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

buserônibusrodoviária

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: