Butique de gestão de fortunas WHG monta braço de investimentos imobiliários

Butique de gestão de fortunas WHG monta braço de investimentos imobiliários

Circe Bonatelli

16 de abril de 2021 | 05h20

Aposta imobiliária deve incluir área de logística

A butique de gestão de fortunas Wealth High Governance (WHG), criada por ex-executivos do Credit Suisse para atender famílias com mais de R$ 20 milhões em patrimônio, está montando um braço de investimentos imobiliários para entrar em operação no segundo semestre.

A nova área da casa será comandada por Marcio Rocha, ex-sócio da gestora RB Capital, na qual ficou por dez anos na constituição e gestão de fundos imobiliários. Antes disso, atuou na estratégia financeira da incorporadora Cyrela Brazil Realty.

Neste momento, o time está avaliando quais setores imobiliários podem ser mais atraentes. O setor de logística, que vem crescendo por causa do comércio eletrônico, é um dos ramos preferidos para apostas.

Mas há também opções menos óbvias em análise, como imóveis para abrigar data centers, infraestrutura para agronegócios, apartamentos para aluguel e edificações pensadas para clínicas médicas, pet shops e supermercados.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 15/04, às 11h55.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

whg#imobiliáriocredit suisse

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.