C & A quer se colar a histórico de Renner na bolsa

C & A quer se colar a histórico de Renner na bolsa

Coluna do Broadcast

09 de outubro de 2019 | 04h00

A varejista C&A quer se colar ao histórico das Lojas Renner na Bolsa, em sua trilha para abertura de capital na B3, marcada para ocorrer ainda neste mês. Há quase 15 anos, a Renner – queridinha no mercado – realizou sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), quando a rede varejista de departamento americana JCPenney, até ali controladora da empresa, vendeu sua participação na companhia. O movimentou deixou uma importante marca no mercado brasileiro, ao se tornar a primeira companhia no País a ter seu capital pulverizado, ou seja, sem controle definido. Uma “real corporation”, no jargão do mercado. Depois disso, a operação “voou” e o preço da ação foi junto.

Abuse e use. No caso da C&A, quem está por trás é a Cofra Holding da família Brenninkmeijer, dos irmãos Clemens e August, cujas inicias batizaram a varejista. Na oferta, que poderá girar até R$ 2,2 bilhões na Bolsa brasileira, a holding venderá parte de sua participação, mas seguirá controlando a empresa após o IPO. A promessa, contudo, é de que a holding dará mais autonomia à operação local, que deve acelerar o ritmo de reformas de lojas, utilizando, para isso, tanto os recursos da oferta quanto sua própria geração de caixa. Da oferta principal, 60% é primária, o que garantirá novos recursos à empresa.

From top to bottom. A C&A chegará à Bolsa com um valor de mercado entre R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões, considerando a faixa indicativa de preço disponibilizada em seu prospecto, de R$ 16,50 a R$ 20. No piso, há desconto em relação a outra concorrente já listada, a Guararapes, dona da Riachuelo. A margem Ebitda da C&A, que nada mais é do que uma métrica de rentabilidade operacional, foi de 7,4% no fim de junho. No caso da Renner, a margem Ebitda foi de 21,7%, e da Guararapes, de 12,6%. Em número de lojas no Brasil, C&A, Renner e Riachuelo possuem, respectivamente, 282, 360 e 315.

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

c&aRennerLojas Renner

Tendências: