Cadastro positivo pode elevar em 15% ações na Justiça envolvendo cruzeiros

Cadastro positivo pode elevar em 15% ações na Justiça envolvendo cruzeiros

Coluna do Broadcast

23 de junho de 2019 | 09h21

A entrada em vigor do cadastro positivo, prevista para julho, deve impulsionar a oferta de empréstimos e, de quebra, também pode motivar mais ações na Justiça. O escritório Fortes & Prado, focado em direito do consumidor para o mercado de cruzeiros, projeta aumento de 15% no volume de questionamentos em 2019 por conta do impacto do novo sistema que deverá trazer um público munido de crédito para viagens na costa brasileira.

Porta aberta. A grande mudança no cadastro positivo é em relação à inserção de dados. Antes, os consumidores tinham de autorizar a inclusão no cadastro positivo, sistema chamado de “opt in”, agora, todos serão colocados de forma automática, mas poderão sair, modelo batizado de “opt out”. Com a mudança, o escritório Fortes & Prado espera consolidar crescimento de 30% em 2020 e dobrar o volume de processos nos próximos três anos.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tendências: