Caixa aguarda STF para lançar oferta da Petrobras

Caixa aguarda STF para lançar oferta da Petrobras

Coluna do Broadcast

06 de junho de 2019 | 04h00

Por falar em Caixa, o banco público aguarda o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), que definirá a necessidade ou não de aval do Congresso Nacional para privatizações no Brasil, para lançar ao mercado a venda de sua participação na Petrobrás, por meio de uma oferta de ações (follow on). Mesmo com uma derrota do governo na Corte, o banco acredita que a oferta pode ser mantida. A diferença estaria no preço dos papéis.

Calendário. A ideia da Caixa era que a venda de sua fatia da Petrobrás ocorresse no fim de maio, como já havia deixado claro quando distribuiu os pedidos de propostas aos bancos. A expectativa no momento é de que a oferta seja no dia 18 deste mês. O follow on é coordenado pelo banco público, Bank of America Merrill Lynch, Morgan Stanley, UBS e XP Investimentos. Caixa e Petrobrás não comentaram.

Seleção. Em paralelo, a Caixa segue com a contratação dos sindicatos dos bancos que devem estruturar a oferta das subsidiárias de cartões, seguros, além da venda de sua participação em Alupar e Banco do Brasil. Até o momento só foram escolhidos o Credit Suisse para ficar à frente da operação de cartões e o Morgan Stanley, para seguros.

Também à espera. Já a Petrobrás aguarda uma mudança no estatuto da BR Distribuidora para vender sua participação na empresa que vende combustíveis. É preciso alterar, por exemplo, o capítulo que diz que a “companhia é uma controlada de sociedade de economia mista federal” para apenas “companhia aberta”. A assembleia geral de acionistas está marcada para esta sexta-feira, dia 7. Caixa, BR e Petrobrás não comentaram.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

Caixa Econômica Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.