Caixa fará leilão para parceiro em maquininhas

Caixa fará leilão para parceiro em maquininhas

Coluna do Broadcast

31 de janeiro de 2019 | 04h00

A Caixa Econômica Federal fará um leilão para escolher um parceiro para entrar na “guerra das maquininhas”. A exemplo do que está fazendo na área de seguros, a ideia do banco é constituir uma joint venture uma vez que iniciar uma operação do zero além de ser mais difícil, custa mais caro. Depois de o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciar a intenção de operar no setor, os adquirentes já começaram a se mexer. Ganhará quem fizer a melhor proposta pelo negócio. Reuniões estão encaminhadas. A ideia é colocar a parceria em pé o quanto antes para começar a explorar o setor de cartões, uma bela fonte de receitas para os grandes bancos, principalmente, via a antecipação dos recebíveis dos lojistas apesar do ataque de novos entrantes que vêm de todos os lados.

Corrida. Um dos interessados naturais na parceria com a Caixa em adquirência é a Cielo. A empresa, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, já tem um acordo para oferecer suas maquininhas nos canais do banco. No passado, inclusive, a Caixa chegou a deter uma participação na Cielo. Hoje, não tem mais. Outros players que já teriam demonstrado interesse para serem parceiros da Caixa em adquirência seriam a SafraPay, do Safra, e a Getnet, do Santander Brasil. Procuradas, não comentaram.

Mantido. A Caixa também tem uma fatia na Bandeira de cartões Elo ao lado de Bradesco e Banco do Brasil. Essa deve ser mantida na nova gestão. Procurada, a Caixa não quis comentar.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Mais conteúdo sobre:

Caixa Econômica Federal