Caixa seleciona banco para vender ações do IRB em fundo antes do Carnaval

Caixa seleciona banco para vender ações do IRB em fundo antes do Carnaval

Coluna do Broadcast

05 de fevereiro de 2019 | 04h00

A Caixa Econômica Federal está selecionando bancos para se desfazer das ações do IRB Brasil Re que detém por meio do Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc). O objetivo é emplacar a operação antes do feriado do Carnaval, em março. O Fgeduc detém 8,9% do capital do IRB em um total de 27.656.408 ações. Considerando o preço atual do papel, a operação poderia movimentar cerca de R$ 2,4 bilhões.

A reboque. Além do IRB, a Caixa também iniciou processo formal na semana passada com o envio dos chamados RFPs (request for proposals, em inglês) para selecionar bancos para se desfazer de ações de outras companhias em fundos governamentais, incluindo Petrobrás, Vale e Banco do Brasil. Os desinvestimentos podem render R$ 10 bilhões. Somente na petroleira são cerca de R$ 8 bilhões. A ideia é ter poucos assessores como tem defendido o novo presidente do banco, Pedro Guimarães. A exceção será o IRB. Isso porque, além da Caixa, os próprios sócios controladores são bancos (Bradesco, Banco do Brasil e Itaú Unibanco) e tendem a participar da operação.

Preciso aval. Para se desfazer da posição dos fundos, a Caixa precisa de aval da União ainda que não seja venda de controle no caso de algumas companhias. Uma delas é a Petrobrás. Procurados, IRB e Caixa não comentaram.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

Caixa Econômica FederalIRB

Tendências: