Candidata a IPO, Caixa desbanca Itaú e assume 3º lugar em seguros

Candidata a IPO, Caixa desbanca Itaú e assume 3º lugar em seguros

Coluna do Broadcast

25 de abril de 2019 | 04h00

O maior foco dos grandes bancos de varejo no setor de seguros já provoca mudanças no ranking do segmento. A Caixa Seguradora, que se prepara para abrir capital e ocupava a quarta colocação, ultrapassou o Itaú Unibanco e assumiu o terceiro lugar. A virada ocorreu em fevereiro, conforme mostram dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep), que regula o setor. Com R$ 4,6 bilhões em faturamento, a Caixa Seguradora abocanhou 11,7% do mercado que movimentou quase R$ 40 bilhões entre janeiro e fevereiro. O Itaú, que recentemente fez uma ofensiva no setor de seguros ao abrir sua plataforma a terceiros, vem na sequência com pouco mais de R$ 3 bilhões em faturamento e 7,6% de market share.

No forno. O crescimento pode beneficiar a Caixa Seguradora em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), prevista para acontecer no segundo semestre. Antes disso, a empresa precisa concluir a reestruturação capitaneada pela holding que concentra as operações de seguros do banco público. O primeiro passo é bater o martelo na renegociação com a sócia francesa CNP Assurances sobre o novo acordo nos ramos de vida, previdência e prestamista.

A reboque. A Caixa quer ter 75% de participação nas sociedades que vai criar, tanto com a francesa como nos demais ramos, que incluem: habitacional e residencial, consórcios e capitalização – onde já tem a benção da CNP. Mas a seguradora precisa negociar com as atuais sócias SulAmérica e Icatu as área de odonto, saúde e automóvel. A exceção seria grandes riscos, segmento no qual quer apenas 25%. No automóvel, seu objetivo é ter dois parceiros. Procurado, o Itaú não comentou.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Mais conteúdo sobre:

Caixa Econômica Federalseguros