Capitânia prevê crescimento de até 100% em fundos imobiliários em 2021

Capitânia prevê crescimento de até 100% em fundos imobiliários em 2021

Cynthia Decloedt

22 de dezembro de 2020 | 05h00

A gestora Capitânia estima que o volume de fundos imobiliários negociados na Bolsa pode até dobrar em 2021, ou seja, superar R$ 200 bilhões. De acordo com o boletim mais recente da B3, esses fundos somavam R$ 117 bilhões em patrimônio líquido até outubro.

Atraente. Embora o cenário para o próximo ano ainda aponte para incertezas, o juro real deve seguir em patamares baixos no Brasil e o investimento em fundos imobiliários ganhou muita popularidade nas estratégias de busca de retorno e proteção do patrimônio. A Capitânia acaba de captar mais R$ 470 milhões com o fundo imobiliário CPTS11, que investe em Certificados de Recebíveis Imobiliários de lajes corporativas, galpões e imóveis de varejo e cotas de outros fundos adquiridos em meio à crise da pandemia. Com a nova captação, o fundo chega a R$ 1,3 bilhão sob gestão.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 21/12/2020 às 16:11:18 .

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Tudo o que sabemos sobre:

Capitânea

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.